HISTÓRICO DA COAPIL

HISTÓRICO DA COAPIL

A Cooperativa Agropecuária Mista de Piracanjuba - COAPIL, constituída no dia 21 de julho de 1968, pela associação de 50 (cinqüenta) produtores rurais e iniciou suas atividades através do apoio da ACAR-GO – Associação de Crédito Agrícola Rural de Goiás e INCRA que na época eram os órgãos que davam suporte e incentivos a constituição de cooperativas.

A história da COAPIL divide-se em três fases principais: primeira – da constituição a 1976; segunda – 1976 a 1989 e terceira – fase de 1989 até os dias atuais.

Primeira fase, constituição: a cooperativa iniciou suas atividades tendo como principal objeto a aquisição de sacarias para atender aos produtores que cultivavam arroz. Já no início da década de 70 abriu a farmácia veterinária, construiu um posto de combustível, armazém com alguns gêneros alimentícios e passou a fornecer insumos para os cooperados.

Neste período a cooperativa passou a ter um grande crescimento, pois trabalhava com os produtos e insumos em consignação o que reduzia muito o custo. A cooperativa nesta fase chegou a ter mais de 800 sócios.

Segunda fase de 1976-89: a cooperativa começou a experimentar uma fase dura e difícil de ser superada chegando a sua quase liquidação em 1982. Após a intervenção do INCRA, a mesma sobreviveu porque 20 cooperados se dispuseram a assumir e manter a cooperativa em funcionamento. O principal motivo deste período difícil foi a má gestão, onde a entidade deixou de trabalhar de forma consignada e passou a comprar os produtos à vista dos fornecedores. Aliado ao fato foi a crise que os produtores passaram na época fazendo que seu consumo de insumos diminuísse muito, onerando os custos da cooperativa pelos altos estoques.

Do ano de 1982 a 1989 a cooperativa ficou praticamente estagnada, mantendo apenas o posto de combustível, sendo que as outras atividades eram insignificantes.

A terceira fase de 1989 até o momento atual foi o período de recuperação e está sendo a fase na qual se consolidou num período de crescimento continuado da cooperativa. O Sr. Hugo Vargas Batista Machado, Diretor Presidente que assumiu na época com 20 cooperados e 7 funcionários, permaneceu até o dia 19 de março de 2003 na direção da cooperativa, graças ao trabalho que a direção tem feito, o apoio e a participação de seus cooperados é que a cooperativa vem se recuperando e alcançando um excelente crescimento.

No período inicial de 1989 a 1994 a Cooperativa comercializava em torno de 70% de seus produtos com não cooperados, pois estes ainda não acreditavam na cooperativa para filiar-se. No entanto, aos poucos a confiança foi se restabelecendo e a mesma passou a ter novamente credibilidade. Inclusive merecendo por parte de fornecedores elogios por saldar e honrar em dia seus compromissos.

Neste período a cooperativa passou também a diversificar sua atividade, a mesma foi mudando sua principal atividade, a partir de 1992, além de tradicional fornecedora de insumos agropecuários, passou a comercializar a produção de leite de seus associados, sendo este hoje o carro chefe da cooperativa. A partir de 1994 ocorreu a ampliação do supermercado e da farmácia veterinária, em 1996 foram adquiridos os galpões onde funciona a fábrica de rações e sal mineralizado e depósitos de adubos, sementes e outros, em 1997 foi feita a construção do posto de leite na saída para Caldas Novas, em 1999 a compra do Posto de Leite pertencente a Nestlé, localizado em frente ao Parque Agropecuário, em 2001 foi construída novas instalações para o supermercado e a segunda ampliação da farmácia veterinária, em 2003 a conclusão da reforma do posto de combustíveis e a construção e instalação de 04 silos graneleiros com capacidade total para 200.000 sacos de grãos, em funcionamento desde o mês de abril/03.

Atualmente está recebendo em torno de 140.000 litros de leite/dia, em seu posto de recepção, atendendo diariamente 600 produtores da região.

A COAPIL, possui atualmente 1.485 associados, emprega 232 funcionários e mantém em operação as unidades constantes de: Farmácia Veterinária, Posto de Combustíveis, Fábrica de Rações e Sal Mineralizado, Supermercado, Posto de Recepção de Leite, Armazém Geral constituído de 04 silos graneleiros com capacidade total para 400.000 sacas de grãos, que atende em parte a demanda dos produtores de grãos, especialmente de soja, que atualmente é uma atividade em alta no nosso município.

No dia 17.02.03, entrou em funcionamento a SICOOB GOIÁS COAPIL, Cooperativa de Crédito Rural de Piracanjuba Ltda, fundada pelos produtores rurais associados à COAPIL, mas que estará apoiando e prestando serviços a qualquer produtor rural que queira associar-se a ela, para se beneficiar da prestação de serviços que são oferecidos a custos mais baixos do que os praticados pelos Bancos comerciais que atuam no mercado. A primeira diretoria executiva da Cooperativa de Crédito foi composta por Hugo Vargas Batista Machado na Presidência e Astrogildo Gonçalves Peixoto na Vice Presidência, demonstrando assim a integração entre a Cooperativa de produção agropecuária e a Cooperativa de Crédito, que com certeza atenderá cada vez melhor os seus cooperados.


AÇÕES NA ÁREA DO MEIO AMBIENTE

A COAPIL, adquiriu uma área 45,00 hectares localizados na Fazenda Boa Vista do Jacaré, destinada a reflorestamento com o plantio de 90.000 mudas de eucaliptos.


MISSÃO DA COAPIL

“Propiciar meios eficazes para o crescimento e desenvolvimento sustentável das atividades dos associados participativos, atendendo suas necessidades tecnológicas, empresariais e sociais, preservando a excelência empresarial e a qualidade dos serviços”.


VISÃO

Forte, econômica e financeiramente:

Cooperativa, inovadora e competitiva no mercado globalizado:

Maior participação de mercado nas áreas de atuação com papel importante no desenvolvimento regional:

Alto padrão de qualidade e competitividade dos produtos dos cooperados e dos serviços prestados pela Cooperativa;

Maior participação e satisfação dos associados;

Integração das famílias no processo de desenvolvimento da Cooperativa;

Padrões administrativos e organizacionais definidos, eficientes e eficazes.


Valorização do quadro de associados e colaboradores.